O melhor atendimento em vendas corporativas de tecnologia pela Internet

Red Hat Virtualização

Sua alternativa estratégica para virtualização

red-hat-logo_v3

Recursos do Red Hat Virtualization

O Red Hat Enterprise Virtualization 3.1 é a primeira plataforma de visualização de código aberto e pronta para empresas.

Desenvolvido com o Red Hat Enterprise Linux, confiado por milhares de organizações em milhões de sistemas no mundo todo para cargas de trabalho de missão crítica, o Red Hat Enterprise Virtualization 3.1 fornece uma plataforma pronta para empresas a fim de estender sua infraestrutura existente e construir para o futuro, tudo isso mantendo a continuidade de negócios que sua organização exige.

Mensagens de recursos do RHEV 3.1:

  • O aumento da escalabilidade de máquinas virtuais guest agora oferece suporte para até 160 CPUs lógicas e até 2 terabytes de memória, por máquina virtual.
  • Hypervisor do RHEV atualizado que suporta os processadores padrão de mercado mais recentes da Intel e AMD, incluindo CPUs Intel Core i3, i5 e i7, com o codinome "Sandy Bridge”, além de CPUs AMD 15h, ou Opteron G4, com o codinome "Bulldozer”.
  • Portal de administração da web aprimorado que oferece uma interface de gerenciamento baseada totalmente em HTML, incluindo o novo painel integrado de relatórios, que pode ser acessado desde qualquer navegador da Web compatível com HTML.
  • Painel de relatórios atualizado que é integrado à interface principal do RHEV Manager, com um mecanismo de relatórios Jasper aprimorado que oferece uma ampla variedade de relatórios detalhados no nível do datacenter, cluster, host e máquina virtual.
  • Avançadas atualizações de gerenciamento de acesso do usuário que permitem que os administradores atribuam aos Usuários Avançados uma cota individual de recursos de armazenamento, CPU e memória do host ou cluster.
  • RHEV Manager avançado, que oferece uma interface gráfica do usuário localizada internacionalmente nos seis idiomas mundiais principais: inglês, espanhol, francês, alemão, japonês e chinês simplificado.
  • Aprimorou a interface de linha de comandos (CLI), estendeu a funcionalidade de API e os direitos e de acesso e introduziu um kit do desenvolvedor de software (SDK) baseado no Python para desenvolvedores.
Uma rede hot plug e unplug fornece aos administradores um meio conveniente de conectar ou desconectar a interface de rede de qualquer máquina virtual sem interrupção à máquina virtual em execução ou aos usuários.
  • Instantâneos ao vivo fornecem uma maneira rápida e fácil de preservar o estado da máquina virtual ativa, sem interrupção aos usuários, permitindo um método simplificado de backup e reversão para um estado anterior. Excelente para ambientes de teste e desenvolvimento.
  • A migração de armazenamento ao vivo oferece a flexibilidade de migrar os arquivos do disco da máquina virtual entre domínios de armazenamento sem precisar desligar a máquina virtual.
  • O suporte integrado ao sistema de arquivos POSIX oferece integração perfeita com o Red Hat Storage e sistemas de arquivos semelhantes, como o IBM GPFS. Além disso, o RHEV Manager possui uma nova interface de gerenciamento de armazenamento que permite um único ponto único de gerenciamento para a plataforma de virtualização e a infraestrutura de armazenamento.
  • Uma interface de gerenciamento de disco aprimorada oferece suporte adicional para discos LUN de conexão direta, oferecendo aos administradores gerenciamento abrangente sobre discos internos e externos da máquina virtual (LUN de conexão direta) - um recurso importante para aplicativos intensivos, como o SAP.
  • Discos e armazenamento hot plug e unplug fornecem aos administradores um meio simplificado de conectar ou desconectar o disco de qualquer máquina virtual sem interrupção à máquina virtual em execução ou aos usuários. Além disso, os administradores agora podem criar discos de armazenamento flutuantes, não associados a nenhuma máquina virtual específica e conectá-los a qualquer máquina virtual existente de sua escolha.
  • Discos compartilháveis permitem que os administradores compartilhem o disco de uma máquina virtual com uma ou mais máquinas virtuais executando simultaneamente. Um caso de uso comum é permitir que vários aplicativos executando em servidores virtuais diferentes acessem o mesmo arquivo e/ou banco de dados de outro servidor virtual.
  • Uma política de início automático da área de trabalho virtual permite que os administradores pré-iniciem uma quantidade desejada de máquinas virtuais de desktop agrupadas, para evitar que “tempestades de inicialização” consumam os recursos do cluster.
  • Otimizações WAN aprimoradas no protocolo de renderização remota de área de trabalho SPICE expandem as possibilidades de os usuários acessarem áreas de trabalho remotas por meio de uma conexão de rede de maior latência e menor largura de banda.
  • Um cliente SPICE de área de trabalho virtual aprimorado, juntamente com ferramentas atualizadas da máquina virtual guest, agora oferecem redireção USB integrada nativa através do protocolo SPICE para áreas de trabalho virtuais Windows e Linux.